Projetos de pesquisa em andamento

Acesso a área restrita.

Entre para cadastrar ou atualizar seus projetos de pesquisa ou submeter novas solicitações de apoio a projetos.
Obter nova senha - Receber nome de usuário por e-mail - Criar uma conta

Projeto de pesquisa


  • Comparação entre estimativas de taxas de produção primária no Canal de São Sebastião e a influência de intrusões de água central do Atlântico Sul

     
  • Coordenador do projeto: Aurea Maria Ciotti  
  • Autor ou executor principal do projeto: Camila Sayuri Santos Obata  
  • Número do projeto: 973  
  • Categoria: Mestrado 
  • Data de início das atividades no CEBIMar: 01/09/2017  
  • Data de término das atividades no CEBIMar: 29/03/2019  
  • Resumo: Metodologias para aquisição de dados em tempo quase real são fundamentais para estudos de produção primária (PP) no ambiente marinho e sua relação com as variáveis ambientais que ditam flutuações em seus valores. No canal de São Sebastião (CSS), é conhecido que entradas de plumas de ressurgência costeira da Água Central do Atlântico Sul (ACAS) levam ao aumento da PP na região, é a intrusão. Assim, o presente projeto tem como objetivo comparar se duas metodologias em tempo quase real de PP, Fluorescência Variável Ativa e o Método Bio-Ótico e as Taxas Metabólicas, revelam alterações na PP durante entradas de ACAS. As magnitudes esperadas da PP com ou sem a presença de ACAS, serão medidas por uma técnica tradicional que envolve incubações de amostras e análise das variações de Oxigênio Dissolvido. Desta forma, os resultados contribuirão para futuros estudos, tanto regionalmente quanto em outras áreas do mundo, servindo de subsídio na adoção das técnicas aqui comparadas
     
  • Metodologia: 1. Comparação entre métodos não invasivos
    As coletas ocorrerão no período matutino, em 1 ponto do canal de São Sebastião nas proximidade da boia meteoceanográfica do Sistema de Monitoramento da Costa Brasileira (SIMCosta), localizada a 300 metros do CEBIMAR - latitude 23°49’50”S e longitude 45°25’19”W. As coletas serão conduzidas no período entre novembro de 2017 a fevereiro de 2018 – englobando a primavera/verão, quando eventos de intrusão da ACAS episódicos são esperados, no intuito de quantificar o efeito do enriquecimento por nutrientes por essa massa d’água na PP local. Pilotos e adequações as metodogias serão conduzidas em setembro e outubro. Será necessário acompanhamento da previsão atmosférica, principalmente o regime de ventos, para a definição dos episódios de intrusão da ACAS, possibilitando o maior número de coletas durante estes eventos. Por tanto, com objetivo de comparar as duas técnicas, Fluorescência Ativa Variável e método Bio-ótico, as coletas ocorrerão diariamente durante períodos em que haja a entrada da ACAS no ponto definido, a priori, com 25 m de profundidade, de 2 a 4 vezes ao dia, para geração de réplicas. As coletas serão realizadas às 8, 11, 13 e 16 horas, com 3 lançamentos de garrafa de 5 L Go-FLO, em superfície e meia água. Em relação ao experimento com Taxa Metabólica, seguirá a metodologia e desenho amostral empregado por Regaudie-de-Gioux (2007) com pelo menos 3 experimentos comparativos, além de utilizar os dados descritos neste trabalho.
    2. Coleta de dados in situ
    Nas estações definidas será realizada a perfilagem com um 
  • Etapas e cronograma: Revisão de Literatura: março de 2017 a janeiro de 2019
    Coletas: setembro de 2017 a fevereiro de 2018
    Análise em Laboratório: setembro de 2017 a fevereiro de 2018
    Análise de Dados: setembro de 2017 a junho de 2018
    Redação da Dissertação: janeiro de 2018 a janeiro de 2019
    Defesa: março de 2019
     
     
     
     
  • Palavras-chave: Produção primária, fluorescência variável ativa, método bio-ótico, taxas metabólicas, CSS, ACAS 
  • Condições ambientais: Nenhuma condição especial ;   
  • Área necessária no laboratório: Todas as atividades serão executadas em campo e nos Laboratórios Aquarela 
  • Equipamentos de laboratório: Sim, todos os equipamentos necessários estão no Laboratórios Aquarela 
  • Será necessário: Montagem de alguma estrutura (estantes, aquários etc) ;  Colocação ou fundeio de alguma estrutura no mar ;  Auxílio técnico para manutenção de estruturas ou material biológico na ausência dos participantes do projeto ;  Auxílio técnico para coleta de organismos ou observações de campo ;  Utilização de embarcação do CEBIMar ;   

  • Outros serviços de laboratório: Nenhum 
  • Organismos a serem coletados: Nenhum 
  • Locais para coleta: Canal de São Sebastião e bóia SIMCosta 
  • Tipos de resíduos químicos e/ou infectantes a serem gerados durante o projeto: Nenhum a princípio 
  • Quantidade de cada tipo de resíduo: -
  • Periodicidade aproximada da geração dos resíduo: -
  • Instituição(ções) de origem do projeto:

    • USP. Instituto Oceanográfico   
     
  • Participante(s) do projeto:

    Nenhum participante incluído.
     
  • Recurso(s) destinado(s) ao projeto:

    • Situação: A solicitar 
    • Agência de fomento: Fapesp 
    • Tipo de recurso: Bolsa 
    • Especificar o tipo de recurso: Bolsa para mestrado 
    • Recursos em nome de: Camila Sayuri Santos Obata 
     

    Produção(ões) bibliográfica(s) gerada(s) pelo projeto:

    Total de produções bibliográficas: 0


  • Data de cadastro do projeto: 29/08/2017  
  • Data da última modificação: 19/10/2017  
Joomla 1.6 Templates designed by Joomla Hosting Reviews