Projetos de pesquisa em andamento

Acesso a área restrita.

Entre para cadastrar ou atualizar seus projetos de pesquisa ou submeter novas solicitações de apoio a projetos.
Obter nova senha - Receber nome de usuário por e-mail - Criar uma conta

Projeto de pesquisa


  • Consequências das alterações causadas por marinas de recreação em ambientes costeiros para organismos incrustantes marinhos

     
  • Coordenador do projeto: Gustavo Muniz Dias  
  • Autor ou executor principal do projeto: Gustavo Muniz Dias  
  • Número do projeto: 954  
  • Categoria: Projeto autônomo 
  • Data de início das atividades no CEBIMar: 15/02/2017  
  • Data de término das atividades no CEBIMar: 31/01/2019  
  • Resumo: A construção de portos e marinas na região costeira promove diversas alterações nos ecossistemas marinhos. Para organismos sésseis, marinas aumentam o substrato para recrutamento, entretanto essas construções representam um habitat com pressões seletivas muito distintas do substrato natural, uma vez que associado ao aumento do substrato há também um aumento da poluição, o que vem facilitando a entrada de espécies não nativas. Um dos principais mecanismos naturais de controle da bioinvasão é a predação, uma vez que predadores têm o potencial para controlar a entrada de propágulos exóticos, assim como estruturar a comunidade incrustante. Entretanto, essa importância da predação é muito variável em função do local no globo onde a comunidade se desenvolve. Em regiões tropicais a intensa predação tende a diminuir a diversidade podendo controlar espécies exóticas, o que dificilmente é observado em regiões de clima temperado. Além das alterações na composição de espécies, marinas também afetam a diversidade fenotípica das espécies. Por exemplo, o cobre, que é usado na fabricação de tintas anti-incrustantes, é um dos metais pesados mais comuns em marinas, induzindo a manifestação de fenótipos alternativos em organismos sésseis. Apesar disso, as alterações metabólicas causadoras dessa plasticidade ainda não foram exploradas. 
     
  • Metodologia: O projeto esta dividido em duas etapas descritas abaixo:
    Como a disponibilidade de substrato e as características do ambiente influenciam a diversidade das comunidades incrustantes, o aporte larval nas proximidades e a ocorrência de espécies exóticas em marinas do litoral do sudeste do Brasil?
    Desenho amostral
    Este experimento tem como objetivo proporcionar uma descrição detalhada das comunidades incrustantes de seis marinas de recreação do litoral sudeste do Brasil e ainda testar como a disponibilidade do substrato para a comunidade e as características da marina atuam sobre a estruturação de comunidades marinhas incrustantes. Para isso, instalaremos placas de diferentes tamanhos, sendo 10 placas de PVC grandes (30 x 30 cm) e 10 placas pequenas (10 x 10 cm) em seis marinas: Yatch Clube de Ilhabela no município de Ilhabela –SP (IB), Marina Iagararecê no município de São Sebastião – SP (SS), Ubatuba Iate Clube, no município de Ubatuba – SP (UB), duas marinas do Iate Clube de Santos, uma em Angra dos Reis – SP (AN) e outra em Paraty – RJ (PA) e o Clube Naval Charitas em Niterói – RJ (NI). As placas serão fixadas horizontalmente a aproximadamente dois metros de profundidade nas marinas flutuantes (IB, UB e PA) e 1,5m abaixo da menor maré baixa prevista nas marinas suspensas por pilares (SS, AN e NI), de forma que as placas nunca fiquem expostas ao ar e em média estejam a 2m de profundidade. Da mesma forma, em nenhuma das localidades as placas ficarão a menos de um metro do fundo, para evitar problemas com sedimentação e abrasão.
     
  • Etapas e cronograma: No primeiro sub-projeto serão feitas
    1) coletas bimestrais com duração de 1 semana cada coleta sem a necessidade de barco
    2) coletas quinzenais durante 3-4 meses de fevereiro a maio de 2017 com necessidade de transporte de barco
     
    No segundo subprojeto serão feitas:
    1) Coletas mensais de Agosto de 2017 a marco de 2018, com duração de 2 a 4 dias com auxílio de barco
     
  • Palavras-chave: Comunidade incrustante, plasticidade fenotípica, antropização costeira 
  • Condições ambientais: Nenhuma condição especial ;   
  • Área necessária no laboratório: Banca, com água do mar corrente 
  • Equipamentos de laboratório: Estereomicroscópio 
  • Será necessário: Utilização de embarcação do CEBIMar ;   

  • Outros serviços de laboratório: nenhum 
  • Organismos a serem coletados: Organismos incrustantes, acídias, briozoários, esponjas 
  • Locais para coleta: Ilhabela e Ubatuba SP 
  • Tipos de resíduos químicos e/ou infectantes a serem gerados durante o projeto: não será gerado resíduos 
  • Quantidade de cada tipo de resíduo: não há
  • Periodicidade aproximada da geração dos resíduo: não há
  • Instituição(ções) de origem do projeto:

    • Outra instituição  Universidade Federal do ABC 
     
  • Participante(s) do projeto:

    • Nome: Antonio Carlos Marques  
    • Função no projeto: Outra função 
    • Início das atividades no projeto: 15/02/2017  
    • Fim das atividades no projeto: 31/01/2019  
    • Nome: Bruna R. Debastiani  
    • Função no projeto: Outra função 
    • Início das atividades no projeto: 15/02/2017  
    • Fim das atividades no projeto: 31/01/2019  
    • Nome: Edson Aparecido Vieira Filho  
    • Função no projeto: Pós-doutorando 
    • Início das atividades no projeto: 15/02/2017  
    • Fim das atividades no projeto: 31/01/2019  
    • Nome: Felipe Theocharides Oricchio  
    • Função no projeto: Doutorando 
    • Início das atividades no projeto: 15/02/2017  
    • Fim das atividades no projeto: 31/01/2019  
    • Nome: Fernando Zaniolo Gibran  
    • Função no projeto: Outra função 
    • Início das atividades no projeto: 15/02/2017  
    • Fim das atividades no projeto: 31/01/2019  
    • Nome: Isadora Drovandi  
    • Função no projeto: Escolha a função 
    • Início das atividades no projeto: 15/02/2017  
    • Fim das atividades no projeto: 31/01/2019  
    • Nome: Karina Kitazawa  
    • Função no projeto: Mestrando 
    • Início das atividades no projeto: 15/02/2017  
    • Fim das atividades no projeto: 31/01/2019  
    • Nome: Otávio César Marchetti  
    • Função no projeto: Outra função 
    • Início das atividades no projeto: 15/02/2017  
    • Fim das atividades no projeto: 31/01/2019  
    • Nome: Rodrigo Tanasovici  
    • Função no projeto: Outra função 
    • Início das atividades no projeto: 15/02/2017  
    • Fim das atividades no projeto: 31/01/2019  
     
  • Recurso(s) destinado(s) ao projeto:

    • Situação: Concedido 
    • Agência de fomento: Fapesp 
    • Tipo de recurso: Auxílio á pesquisa 
    • Especificar o tipo de recurso: Auxílio Regular 
    • Recursos em nome de: Gustavo Muniz Dias 
    • Recursos destinados ao CEBIMar após o término do projeto: Fluxômetro e rede de plâncton 
       
     

    Produção(ões) bibliográfica(s) gerada(s) pelo projeto:

    Total de produções bibliográficas: 0


  • Data de cadastro do projeto: 27/01/2017  
  • Data da última modificação: 22/03/2017  
Joomla 1.6 Templates designed by Joomla Hosting Reviews