Projetos de pesquisa em andamento

Acesso a área restrita.

Entre para cadastrar ou atualizar seus projetos de pesquisa ou submeter novas solicitações de apoio a projetos.
Obter nova senha - Receber nome de usuário por e-mail - Criar uma conta

Projeto de pesquisa


  • Evolução e anatomia funcional da margem palial em Pteriomorphia (Mollusca: Bivalvia)

     
  • Coordenador do projeto: José Eduardo Amoroso Rodriguez Marian  
  • Autor ou executor principal do projeto: Jorge Audino  
  • Número do projeto: 919  
  • Categoria: Doutorado 
  • Data de início das atividades no CEBIMar: 01/07/2015  
  • Data de término das atividades no CEBIMar: 31/12/2018  
  • Resumo: Nos moluscos da classe Bivalvia, a margem do manto (ou palial) representa um ponto chave na compreensão da irradiação evolutiva do grupo. Na superordem Pteriomorphia, agrupamento que reúne bivalves tipicamente epifaunais, a margem palial é amplamente diversa. O presente projeto visa investigar a diversidade morfológica da margem palial em Pteriomorphia, por meio de abordagens comparativas e funcionais, a fim de inferir a evolução dessa região anatômica e testar hipóteses de homologia e convergência de estruturas paliais. O estudo é de grande relevância para a pesquisa em bivalves, pois investigações que contemplem a diversidade morfológica e funcional dessa região anatômica são escassas e carentes de um contexto evolutivo. Além do mais, diversas linhas de evidência apontam para a correlação da margem palial e a diversificação de hábitos de vida em Bivalvia, de modo que essa região representaria um modelo para estudos de evolução e diversificação no bentos marinho. Para contemplar seus objetivos, o projeto será divido em duas frentes de estudo. A primeira abrange um levantamento da diversidade morfológica baseado em espécimes depositados em coleções. Por meio da reconstrução dos estados ancestrais dos caracteres paliais e com base em propostas filogenéticas previamente publicadas para o grupo, espera-se compreender a evolução da morfologia palial e testar possíveis correlações. A segunda frente de estudo propõe-se a explicar os eventuais padrões encontrados por meio da compreensão da base funcional das estruturas envolvidas, empregando análises anatômicas detalhadas de exemplares coletados no âmbito do projeto.
     
  • Metodologia: O projeto será divido em duas frentes de estudo. A primeira está vinculada a um componente mais abrangente e comparativo associado ao levantamento da diversidade morfológica e hábitos de vida. Considerando explicitamente o contexto filogenético, espera-se reconhecer padrões na morfologia palial que possam indicar correlações entre os atributos fenotípicos observados e aspectos da biologia dos grupos. Essa abordagem será realizada com base em estudos morfológicos de exemplares das famílias contidas no clado Pteriomorphia depositados em coleções científicas. Estudos de reconstrução de estado ancestral e correlação também serão empregados para inferir a evolução da margem palial no grupo, bem como possíveis hipóteses de homologia. A segunda seção do projeto propõe-se a explicar padrões de diversidade e evolução da margem palial por meio da compreensão da base funcional das estruturas envolvidas. Esta frente de estudo reunirá análises da anatomia detalhada e morfologia funcional da margem palial em espécies representantes das principais famílias de Pteriomorphia (i.e., Arcidae, Noetiidae, Mytilidae, Pteriidae, Isognomonidae, Ostreidae, Pinnidae, Limidae, Pectinidae e Anomiidae). Espécimes deverão ser coletados ao longo da região do canal de São Sebastião, por meio de coletas em substrato consolidado e não-consolidado no médio e infralitoral. Serão solicitados o apoio e a infraestrutura do Centro de Biologia Marinha da USP (CEBIMar) para coleta de material e estudos de observação in vivo. Após fixação, as amostras serão investigadas por meio de técnicas combinadas de microscopia na Instituição sede (IB-USP) 
  • Etapas e cronograma: Levantamento de dados e pesquisa bibliográfica - 2015 a 2018;
    Disciplinas da Pós-graduação - 2015 e 2016;
    Pedidos de empréstimos e visita a coleções - primeiro semestre de 2015 a primeiro semestre de 2017;
    Análise morfológica dos exemplares de museus - segundo semestre de 2015 em diante;
    Coletas (CEBIMar) - segundo semestre de 2015, primeiro semestre de 2016, além de eventuais coletas até 2017;
    Análises histológicas e histoquímicas - segundo semestre de 2015 em diante;
    Análises de Microcopia Eletrônica de Varredura e Transmissão - primeiro semestre de 2016 em diante;
    Análises de Microscopia Confocal - primeiro semestre de 2016 em diante;
    Análise de reconstrução de estado ancestral e testes de correlação - segundo semestre de 2017 em diante;
    Análise comparativa dos dados obtidos - segundo semestre de 2017 em diante;
    Organização e edição de imagens e ilustrações - 2017 a 2018;
    Redação da Tese de Doutorado e manuscritos - 2018.
     
  • Palavras-chave: bivalves, evolução, morfologia, pregas paliais 
  • Condições ambientais: Maré baixa ;   
  • Área necessária no laboratório: - Bancadas com acesso a água do mar e doce. 
  • Equipamentos de laboratório: - Geladeira; - Balança digital; - Água destilada, água do mar e água doce; - Aquários de vidro (tamanhos variados); - Lupa; - Microscópio. 
  • Será necessário: Montagem de alguma estrutura (estantes, aquários etc) ;  Auxílio técnico para coleta de organismos ou observações de campo ;  Utilização de embarcação do CEBIMar ;   

  • Outros serviços de laboratório: Não serão necessários serviços em laboratório. 
  • Organismos a serem coletados: Anadara notabilis, Arca imbricata, Barbatia candida, Arcopsis adamsi, Perna perna, Brachidontes darwinianus, Liphophaga bisulcata, Pinctada imbricata, Pteria colymbus, Isognomon bicolor e outras 
  • Locais para coleta: Coletas no médio e infralitoral em diferentes localidades ao longo do canal de São Sebastião, por exemplo, Ponta do Guaecá, Baia do Araçá, Praia do Barroso, Baraqueçaba e Barra Velha. 
  • Tipos de resíduos químicos e/ou infectantes a serem gerados durante o projeto: Fixadores para estudo de microscopia (paraformaldeído e glutaraldeído). 
  • Quantidade de cada tipo de resíduo: Volumes pequenos (até 200 ml).
  • Periodicidade aproximada da geração dos resíduo: Utilização dos fixadores mencionados a cada coleta.
  • Instituição(ções) de origem do projeto:

    • USP. Instituto de Biociências   
     
  • Participante(s) do projeto:

    Nenhum participante incluído.
     
  • Recurso(s) destinado(s) ao projeto:

    Nenhum recurso incluído.  

    Produção(ões) bibliográfica(s) gerada(s) pelo projeto:

    Total de produções bibliográficas: 0


  • Data de cadastro do projeto: 30/04/2015  
  • Data da última modificação: 23/06/2015  
Joomla 1.6 Templates designed by Joomla Hosting Reviews