Projetos de pesquisa em andamento

Acesso a área restrita.

Entre para cadastrar ou atualizar seus projetos de pesquisa ou submeter novas solicitações de apoio a projetos.
Obter nova senha - Receber nome de usuário por e-mail - Criar uma conta

Projeto de pesquisa


  • Abordagem integrada na prospecção sustentável de produtos naturais marinhos: da diversidade a substâncias anticâncer

     
  • Coordenador do projeto: Letícia Veras Costa Lotufo  
  • Autor ou executor principal do projeto: Letícia Veras Costa Lotufo  
  • Número do projeto: 1013  
  • Categoria: Projeto temático 
  • Data de início das atividades no CEBIMar: 01/06/2019  
  • Data de término das atividades no CEBIMar: 30/04/2022  
  • Resumo: Os ecossistemas marinhos brasileiros têm uma importância estratégica para o país. Contudo, o uso sustentável dos recursos permanece um desafio de difícil equacionamento, uma vez que temos lacunas de conhecimento básico, o que não nos permite ter uma real dimensão da diversidade biológica associada a esse ambiente e sua fragilidade. Neste contexto, este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de uma estratégia integrada de trabalho, buscando estabelecer um novo paradigma na bioprospecção em ambientes marinhos. I. Mérito intelectual: Esta proposta tem como objetivo o uso de uma abordagem integrada para o isolamento de substâncias com atividade anticâncer a partir de microrganismos marinhos associados a ascídias, corais e ao sedimento do litoral brasileiro. A premissa fundamental é o uso de diferentes estratégias de prospecção, incluindo aquelas dependentes (fracionamento guiado pela atividade biológica e pelo alvo terapêutico) e independentes de cultivo (metabolômica e metagenômica). Além disso, essa abordagem integrada permitirá a descrição de padrões funcionais de organização da diversidade. Os alvos terapêuticos propostos incluem os fatores de transcrição anti-senescência, Tbx2 e Tbx3, envolvidos no processo de tumorigênese. Não se conhecem até o momento, entretanto, moduladores exógenos que possam atuar sobre sua função biológica. Sendo assim, a identificação de substâncias naturais com potencial modulação dessa via de sinalização agrega um forte potencial de inovação para a proposta. II. Impacto: A abordagem aqui sugerida será utilizada para uma avaliação abrangente de padrões emergentes da diversidade em diferentes níveis: dos genes à expressão do metabolismo secundário, sob o paradigma de uso sustentável dos recursos naturais. III. Integração: A abordagem integrativa da presente proposta envolve pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento em um objetivo comum, compartilhando dados através de plataformas eletrônicas e convergindo conhecimento para a promoção da conservação e valoração da biodiversidade. Vale destacar, especialmente, que esta proposta é essencialmente multidisciplinar e com grande potencial de inovação, pois está inserida numa área extremamente promissora que visa à prospecção sustentável de recursos do mar com a finalidade de identificar novos produtos biotecnológicos, bem como de legitimar novos alvos moleculares anticâncer.  
  • Metodologia: COLETA DO MATERIAL E PROCESSAMENTO DAS AMOSTRAS
    Amostras de sedimento e de ascídias e zoantídeos serão coletadas nas seguintes regiões:
    1.     Litoral do Ceará (CE) – Utilizando como apoio os colaboradores da UFC, serão feitas coletas nos recifes costeiros submersos e do entremarés.
    2.     Litoral da Bahia (BA) – Serão realizadas campanhas de coleta na região do Arquipélago do Abrolhos e em outros pontos do litoral baiano, como a Baía de Todos os Santos.
    3.     Espírito Santo (ES) – Serão feitas coletas na região de Guarapari e Vitória.
    4.     Rio de Janeiro (RJ) – Com apoio de colaboradores da UFF e UFRJ serão feitas coletas em Arraial do Cabo
    5.     São Paulo (SP) – Serão utilizadas as unidades costeiras da USP, em especial a Base do IOUSP em Ubatuba e o Centro de Biologia Marinha, em São Sebastião, como plataformas para coletas no infralitoral e entremarés.
    6.     Ilhas Oceânicas – O projeto envolverá campanhas de coleta nas ilhas oceânicas brasileiras: Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), Arquipélago de Fernando de Noronha (FN), Atol das Rocas (AR) e Arquipélago de Trindade e Martin Vaz (AT).
    Em cada campanha de coleta serão obtidas amostras de sedimento e organismos (ascídias e zoantídeos) para as etapas subsequentes. No caso dos invertebrados marinhos, os mesmos serão fotografados em campo ou em laboratório, e serão anestesiados e processados de forma a se obter tecidos para identificação taxonômica e análise morfológica.
     
  • Etapas e cronograma: Atividade 1. Coleta do material e processamento das amostras – Durante todo o periodo
    Atividade 2. Isolamento das bactérias cultiváveis – abordagem convencional - Durante todo o periodo
    Atividade 3. Obtenção dos extratos – Durante todo o período
    Atividade 4. Triagem da atividade biológica       – Durante todo o período
    Atividade 5. Purificação por afinidade reversa – isolamento de substâncias alvo-específicas – Durante todo o período
    Atividade 6. Purificação dos compostos ativos   – Durante todo o período
    Atividade 7. Estudo da atividade biológica  – Durante todo o período
    Atividade 8. Abordagem Metabolômica – Durante todo o período
    Atividade 9. Abordagem Metagenômica – Durante todo o período
    Atividade 10. Estudos de Filogeografia – Durante todo o período
    Atividade 11. Análise integrativa – Durante todo o período

     
  • Palavras-chave: Microrganismos marinhos, biotecnologia marinha, produtos naturais marinhos 
  • Condições ambientais: Nenhuma condição especial ;   
  • Área necessária no laboratório: uso de laboratorio para processamo das amostras 
  • Equipamentos de laboratório: fluxo laminar, bancada 
  • Outros serviços de laboratório: nao se aplica 
  • Organismos a serem coletados: Palythoa caribaeorum - Anthozoa Palythoa variabilis - Anthozoa Didemnum ligulum - Ascidiacea Eusynstyela tincta - Ascidiacea Phalusia nigra - Ascidiacea/ Microcosmus exasperatus - Asci 
  • Locais para coleta: a depender da disponibilidade 
  • Tipos de resíduos químicos e/ou infectantes a serem gerados durante o projeto: residuos químicos pelo uso de solventes e outros reagentes e lixo infectante relativos a cultura de células 
  • Quantidade de cada tipo de resíduo: 30 L de acetato de etila por semestre 15 Kg de lixo infectante por semana
  • Periodicidade aproximada da geração dos resíduo: semanal
  • Instituição(ções) de origem do projeto:

    • USP. Instituto de Ciências Biomédicas   
     
  • Participante(s) do projeto:

    • Nome: Glaucia Maria Machado-Santelli  
    • Função no projeto: Outra função 
    • Início das atividades no projeto: 01/06/2019  
    • Fim das atividades no projeto: 30/04/2022  
    • Nome: Paola Cristina Branco  
    • Função no projeto: Pós-doutorando 
    • Início das atividades no projeto: 01/06/2019  
    • Fim das atividades no projeto: 30/04/2022  
    • Nome: Tito Monteiro da Cruz Lotufo  
    • Função no projeto: Outra função 
    • Início das atividades no projeto: 01/06/2019  
    • Fim das atividades no projeto: 30/04/2022  
     
  • Recurso(s) destinado(s) ao projeto:

    • Situação: Concedido 
    • Agência de fomento: Fapesp 
    • Tipo de recurso: Auxílio á pesquisa 
    • Especificar o tipo de recurso: Projeto tematicos 
    • Recursos em nome de: Letícia Veras Costa Lotufo 
     

    Produção(ões) bibliográfica(s) gerada(s) pelo projeto:

    Total de produções bibliográficas: 0


  • Data de cadastro do projeto: 30/01/2019  
  • Data da última modificação: 25/06/2019  

          

            Notícias

    

                  

Rodovia Manoel Hypólito do Rego, km. 131,5 - Pitangueiras - São Sebastião - SP - Brasil - CEP 11612-109 e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.             
Joomla 1.6 Templates designed by Joomla Hosting Reviews